No dia mundial do riso, saiba como manter a sua boca e dentes saudáveis

Sabia que rir pode ajudar-nos a ser mais saudáveis? Sim, rir ajuda-nos a reduzir a produção de hormonas que causam o stress (como o cortisol, a adrenalina e a dopamina), a aumentar o nível de hormonas que melhoram o humor (como a endorfina) e, ainda, a reduzir a pressão arterial.

Portanto, devemos zelar pela saúde da nossa boca, mantê-la saudável, para que possamos rir-nos sempre mais e mais.

Existem diferentes variáveis na hora de prevenir o aparecimento da cárie e de doenças das gengivas, sendo os cuidados de higiene oral e a alimentação os mais importantes!

Cumpra os cuidados de higiene recomendados e consulte o higienista oral de 6 em 6 meses

Uma boa higiene é determinante para a prevenção da maioria das doenças que afetam a saúde oral. Se mantiver os cuidados recomendados e se comparecer a uma consulta de higiene oral de 6 em 6 meses, vai conseguir fazer uma correta eliminação dos resíduos alimentares que se vão acumulando nos dentes e nas gengivas.

Caso contrário formar-se-á placa bacteriana na linha das gengivas, que com que, se não removida, irá facilitar quadros infecciosos e inflamatórios das gengivas – a gengivite.

Escovar os dentes, no mínimo, duas vezes por dia evitando que os resíduos alimentares se acumulem nas gengivas. Adicionalmente deve utilizar o fio dentário ou escovilhão diariamente, para conseguir chegar a partículas de alimentos que se acumulam entre os dentes e as gengivas, e que não são removidos só com a escovagem.

 

A dieta adequada para manter a saúde dos seus dentes e gengivas

– Alimentos ricos em fibras

A mastigação de alimentos com alto teor de fibras promove a autolimpeza dos dentes, evitando a formação da placa bacteriana.

Os alimentos ricos em fibras são, essencialmente, os alimentos de origem vegetal, como, cereais, frutas, vegetais, leguminosas e frutos secos.

–  O cálcio fortalece ossos e dentes

O cálcio é um mineral essencial para o organismo, é como uma espécie de matéria-prima para a formação de tecidos duros, como ossos e dentes. Assim, uma alimentação rica em cálcio, conciliada com higiene oral recomendada é fundamental para que tenha dentes fortes por muitos anos.

Durante muitos anos tínhamos o leite como o nosso maior aliado para o consumo das doses necessárias de cálcio. No entanto, tem-se vindo a comprovar que o leite de origem animal e os seus derivados não são assim tão benéficos para a saúde.

Pode optar pelas seguintes alternativas: sardinha em lata, semente de gergelim e de linhaça, laranja, legumes de tonalidade verde escura, nomeadamente rúcula, espinafres, salsa, manjericão, couve ou bróculos, feijão e grão.

– A água e a saúde oral

Beber bastante água mantém os níveis corretos dos minerais no organismo, estimula a salivação e ajuda na manutenção e limpeza de toda a boca e dentes. A saliva, que é a mais beneficiada pela ingestão da água, ajuda na digestão, na eliminação de bactérias e consequentemente na prevenção do mau hálito e também das cáries.

Os inseparáveis: Vitamina D e cálcio

A presença da vitamina D no organismo ajuda a fixar o cálcio nas bases ósseas e nos dentes. Existe no óleo de fígado de bacalhau, na gema do ovo, ostras, sumo de laranja, atum e sardinha enlatados, cogumelos, salmão, etc..

Vá passear e apanhe banhos de sol. É uma forma muito apetecível de repor os seus níveis de vitamina D!

– Vitamina C

Os níveis de vitamina C devem estar sempre equilibrados. A carência desta vitamina por causar sangramento das gengivas e perda de massa óssea, pondo em risco a fixação dos dentes. Mas o contrário também não é benéfico. Caso exagere no consumo de Vitamina D vai desmineralizar os dentes e deixá-los mais porosos.

A vitamina C existe nos citrinos, morangos, kiwi, bróculos, tomate e pimentos amarelos.

2017-04-11T15:22:58+00:00