Durante a gravidez há perda de cálcio e os dentes ficam mais fracos? Há maior risco de cárie? Mito Vs Realidade

É muita a quantidade de desinformação que chega até nós através da internet, nomeadamente quando falamos em matéria de saúde.

Restam ainda muitas dúvidas em torno do tema ‘Saúde Oral & Gravidez’. Para a ajudar a perceber um pouco melhor este tema, recolhemos as duas questões que suscitam maior confusão e falámos com a Drª Joana Costa, a nossa Odontopediatra – Especialista responsável pela saúde oral dos bebés, crianças e grávidas.

Verdade ou Mito:

Durante a gravidez os dentes ficam mais fracos e por isso há um maior risco de desenvolvimento da cárie?

Mito.

É verdade que durante a gestação pode haver agravamento das condições da má saúde oral, visto esta ser uma fase em que o aumento dos níveis hormonais e a alteração do PH da saliva, causada pelos vómitos constantes, diminuem a proteção natural dos dentes. A gengiva fica mais vulnerável a inflamações e sangramento, que se não forem tratados poderão evoluir para periodontite, que leva à perda do osso que sustenta os dentes.

No entanto a gravidez, por si só, não aumenta a incidência de cárie dentária. Esta doença inicia-se com a presença de sacarose e placa bacteriana (restos de alimentos na cavidade oral). Este sim é o meio ideal para o desenvolvimento de lesões de cárie.

Mantenha uma alimentação equilibrada, sem ingestão frequente de açúcares e hidratos de carbono, atenuando o risco de cárie.

Durante a Gravidez os dentes enfraquecem porque há a perda de cálcio para o bebé?

Mito.

Durante a gestação todos os nutrientes são divididos por dois – mamã e bebé – daí a necessidade de acompanhar este período com suplementação vitamínica, adicionalmente a uma dieta equilibrada. Contudo, mesmo durante a gravidez, o cálcio está presente nos dentes da mãe, de forma estável e cristalina, não sendo disponibilizado para a corrente sanguínea.

Não deixe de consultar um especialista, há tratamentos que se podem e devem fazer durante a gestação