A linha negra apresenta-se como uma pigmentação preta na superficie do dente, com disposição linear que acompanha o contorno gengival.

É causada por bactérias cromogénicas e iões de ferro presentes na saliva que aumentam a concentração férrica na superficie dentária, pigmentando a superfície.

Abrange todo o tipo de dentição, sendo mais frequente nos dentes decíduos. Tende a desaparecer com a idade, mas é pode ocorrer na fase adulta. Estudos demonstram igual prevalência em ambos os géneros.

Não existe ainda, face à evidência científica, um fator ou um conjunto de factores que consigam justificar a razão pela qual certos indivíduos, apresentem maior predisposição para acumularem este pigmento.

Estudos indicam que pessoas com linha negra têm menos susceptilidade ao desenvolvimento de cárie dentária, mas não esta esclarecido como é que a sua presença reduz a susceptibilidade à carie dentária.

Não é uma condição patológia, apenas representa um problema estético e a única forma de remoção destas manchas é no consultório dentário, com o seu Médico Dentista ou Higienista Oral, no sentido de promover a sua remoção e o polimento adequado.

_MG_5363 copy

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

Tomasz Żyła, Beata Kawala, Joanna Antoszewska-Smith, and Maciej Kawala. Black Stain and Dental Caries: A Review of the Literature. BioMed Research International, Volume 2015 (2015).

Ana Luisa Costa, Maria Teresa Xavier, João Carlos Ramos, Alexandra Vinagre, Jõao Maló de Abreu. Aspectos etiológicos e significância clínica da pigmentação dentária extrínseca negra em crianças: revisão da literatura. Saúde Infantil: 2009//31(2):69-71, Setembro.

Rita Alves
Rita AlvesHigienista Oral
Marcar Consulta de Avaliação