Para além dos meios mecânicos de remoção da placa bacteriana (escova de dentes, fio dentário, escovilhão), medidas de controlo químico podem ser utilizadas como complemento da higiene oral. Nos últimos anos, temos assistido ao aparecimento no mercado de diversos produtos destinados a complementar a higiene oral baseados em novas fórmulas, compostos por diversos agentes químicos e de variados sabores. A escolha do colutório/elixir deve ser sempre baseado nas necessidades que cada indivíduo apresenta e por isso é essencial o aconselhamento por parte do higienista oral/médico dentista. Para além de reduzirem a formação da placa bacteriana, estes podem também proporcionar melhorias na saúde gengival, combater a sensação de boca seca e o mau hálito. Existem dois tipos de produtos para a utilização oral, na forma de bochecho. Os elixires, se na sua composição apresentarem princípios ativos diluidos numa solução hidro-alcoólica e os colutórios se não apresentarem álcool na sua constituição.

Diferentes tipos de colutórios e elixires:

Controlo da Placa Bacteriana e Manutenção Gengival
Existem elixires/colutórios capazes de atuar no controlo da placa bacteriana inibindo ou matando as bactérias que as constituem e ainda impedir a sua adesão à superfície do dente. Na sua constituição podem apresentar compostos como o triclosan, vitaminas, óleos essenciais ou delmopinol.

Protecção Anti-Cáries
No sentido de proteger a estrutura dentária contra os ácidos produzidos pelas bactérias e favorecer a remineralização do esmalte dentário, é essencial a presença de flúor nos elixires/colutórios.

Promoção Saúde Gengival
Na presença de doença periodontal (gengivite ou periodontite) a utilização de um colutório que contenha na sua composição clorohexidina é mais indicado. Este composto vai atuar na inibição da formação da placa bacteriana e na redução da hemorragia, auxiliando a diminuição da inflamação gengival. Contudo, por apresentar alguns efeitos secundários, como a pigmentação dentária e das mucosas, estes só devem ser utilizados com o consentimento do seu higienista oral/médico dentista.

Xerostomia
A xerostomia é definida como a sensação de boca seca. O sintoma, boca seca, pode ser causado pela dimuição da produção salivar ou devido a uma alteração na composição da saliva. No sentido de melhorar o conforto do paciente, pode optar-se pela utilização de colutórios específicos para a xerostomia, pois actuam sobre os microrganismos responsáveis pelos principais problemas causados pela falta de saliva e ainda promovem a estimulação salivar. Estes colutórios contém na sua composição flúor, triclosan, proteínas salivares com propriedades antimicrobianas e o xilitol que vai promover a estimulação do fluxo salivar.

Halitose
Halitose ou “mau hálito” é um problema que afecta muitos pacientes. Como forma de prevenir o problema, existem no mercado colutórios que contém na sua composição compostos capazes de combater as bactérias responsáveis pelo mau hálito. Há que salientar que é necessário, primeiramente, realizar o diagnóstico preciso sobre a origem da halitose, de forma a poder-se intervir sobre as suas causas.

Branqueadores
Os elixires/colutórios branqueadores existentes no mercado, não exercem um efeito branqueador, mas impedem o aparecimento de manchas dentárias, sendo utilizados como manutenção após a realização de um branqueamento dentário ou para evitar a pigmentação causada por certos alimentos e bebidas.

Clínica Implantologia Avançada

Marcar Consulta de Avaliação