No Dia Mundial da Água pesquisamos por si e conversamos com alguns colegas especialistas que nos indicaram estes mitos como os principais a debater na sociedade. Esperemos ajudar com algumas respostas:

Água engarrafada ou água de torneira?

Existem várias preocupações em ter em conta. Neste caso é difícil dizer que uma é melhor que a outra porque a água engarrafada em plástico se tiver alguma exposição solar ou fonte de calor (dependendo do transporte e armazenamento), pode libertar xenoestrogênios que causam doenças como a obesidade e cancro.

Por outro lado, a água de torneira também apresenta químicos não muito desejados como os cloros, pesticidas e metais pesados (alumínio e chumbo).

Daí muitos especialistas recomendarem o consumo alternado entre estas duas “fontes”.

Os refrigerantes e as cervejas desidratam?

Pois é, com o calor sabe sempre bem sentar numa esplanada e pedir uma destas bebidas para “refrescar”. Na verdade, não nos hidratamos ao consumir refrigerantes e bebidas alcoólicas. Devido aos seus níveis de açúcar ou pH, estas bebidas geralmente acabam por desidratar o organismo.

Qual é a melhor água que podemos consumir?

São várias as teorias espalhadas pela comunidade científica e médica. Até hoje, uma conclusão é certa: devemos beber água que tenha um pH acima de 7,4 que é o nível neutro do nosso organismo. Toda a água que tiver um pH acima deste valor só nos vai ajudar a tornar-mo-nos ainda mais saudáveis. Segundo o médico Otto Heinrich Warburg, nenhuma doença ocorre num corpo que seja alcalino.

PH da Água e a Saúde

Água com limão de manhã?

Já ouviu falar em beber um copo de água com limão logo ao acordar? Perceba porquê neste vídeo:
 

Quantos litros de água uma pessoa deve beber?

Uma maneira de descobrir qual a quantidade de água recomenda a consumir por dia, deve fazer o seguinte cálculo: dividir o seu peso em quilogramas por 30 (ex.: uma pessoa de 70 kg, vai precisar de 2,3 litros por dia), 70/30=2.3.

Descubra também o que o melhor médico brasileiro tem a ensinar sobre a água.